Tailo Mateus Gonsalves

I’m a software developer, minimalist who is passionate about helping people become more capable and productive with good habits.

I created this website in order to share my experiments in becoming a more effective and explores what it means to live a good life.

Anotações do livro Hábitos Atômicos

Melhores hábitos, melhores resultados

1 — Mudanças que parecem pequenas e sem importância a princípio terão resultados notáveis se você estiver disposto a persistir nelas por anos.

2 — As pessoas fazem algumas pequenas mudanças, não conseguem ver um resultado tangível e decidem parar. Você pensa: “Estou correndo todos os dias há um mês, por que não consigo ver nenhuma mudança no meu corpo?” Uma vez que esse tipo de pensamento assume o controle, é fácil deixar que bons hábitos caiam no esquecimento.

3 — Pessoas que fazem planos específicos sobre quando e aonde praticarão um novo hábito têm maior probabilidade de persistir. Ex. Vou meditar por um minuto às 7h na minha cozinha.

4— Quando é possível usar o telefone para fazer praticamente tudo, fica difícil associá-lo a uma só tarefa. Você quer ser produtivo, mas também está condicionado a navegar nas redes sociais, verificar e-mails e jogar sempre que pega o telefone. É uma confusão de estímulos.

5 — Alguém se torna viciado em casa ou com amigos, vai a uma clínica para ficar limpo — um ambiente desprovido de todos os estímulos ambientais que induzem seu hábito — e retorna ao antigo bairro com todos os gatilhos anteriores que o levaram a se viciar. É mais fácil construir novos hábitos em um novo ambiente, porque você não precisa lutar contra os velhos estímulos.

6 — Muitas vezes me surpreendo com o quanto essas mudanças simples são eficazes. Remova um único estímulo, e todo o hábito desaparece.

7 — O autocontrole é uma estratégia de curto, não de longo, prazo. Você pode ser capaz de resistir à tentação uma ou duas vezes, mas é impossível que consiga reunir força de vontade para vencer seus desejos todas as vezes. Sua energia seria melhor aproveitada para otimizar seu ambiente. Esse é o segredo do autocontrole. Torne os estímulos de seus bons hábitos claros e os dos maus, invisíveis.

8 — Quando você inicia um hábito, ele deve levar menos de dois minutos para ser executado. A ideia é tornar seus hábitos os mais fáceis possíveis de começar. Qualquer um pode meditar por um minuto ou ler uma página. O objetivo é dominar o hábito de comparecer. A verdade é que um hábito deve ser estabelecido antes que posso ser melhorado. Se você não consegue aprender a habilidade básica de comparecer, então tem pouca esperança de dominar os detalhes mais sutis. Em vez de tentar criar um hábito perfeito desde o começo, faça a coisa mais fácil em uma base mais consistente. Você tem que padronizar antes de otimizar.

9 — O rastreamento não é para todos e não há necessidade de medir todos os aspectos da sua vida. O rastreamento manual deve ser limitado a seus hábitos mais importantes. É melhor rastrear consistentemente um hábito do que esporadicamente dez.

10 — O primeiro erro nunca é o que leva tudo por água abaixo. É a espiral de erros repetidos que se segue. Quebrar um hábito uma vez é um acidente. Duas vezes é o começo de um novo hábito.

11 — Como identifico as oportunidades e os hábitos certos para mim? O primeiro lugar para procurar uma resposta é entender sua personalidade.

12 — A melhor maneira de manter a motivação e atingir níveis máximos de desejo é trabalhar em tarefas em um nível de dificuldade perto do limite de nossas capacidades.

13— Se preocupar demais com todas as escolhas diárias é como se olhar em um espelho bem de frente. Verá cada imperfeição e perderá a visão geral. Há muito feedback. Por outro lado, nunca revisar seu hábitos é como nunca se olhar no espelho. Você não está ciente das falhas facilmente corrigíveis — manchas em sua camisa, restos de comida em seus dentes. Há pouco feedback. A reflexão e a revisão periódicas são como se ver no espelho de uma distância normal. Você vê as mudanças importantes que devem ser feitas sem perder de vista o todo.

14 — Uma pequena mudança pode transformar sua vida? É improvável que sim. Mas e se você fizer mais uma? E outra. Em algum momento, terá que admitir que sua vida foi transformada por uma pequena mudança.